Marketing SIM, organizadora do Construindo o Grande ABC 2014, comemora o sucesso do evento

Principal evento do mercado imobiliário regional trouxe saldo positivo de informações para o setor

Mais do que um dia de congresso, networking e muito conhecimento, o Construindo o Grande ABC 2014 é, antes de mais nada, o produto final de muitos outros dias de trabalho árduo. Segundo o diretor da agência Marketing SIM (www.marketingsim.com.br), Bruno Lessa, “o resultado de um ano de preparação é que garantiu a esta edição, os melhores resultados”.

Com a presença de mais de 250 pessoas, o evento apresentou as principais temáticas do mercado, desde o panorama da economia brasileira, passando  por perspectivas para o crédito e financiamento imobiliário, explicações quanto à corretagem de imóveis e dados de extrema relevância para o setor. Neste ano, o Construindo o Grande ABC, que aconteceu na última quarta, dia 29 de outubro, no Hotel Blue Tree, de Santo André, superou a expectativa de público. Todos queriam saber o que os palestrantes tinham a apresentar sobre este ano.

Com organização da Marketing SIM, realização da ACIGABC (Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC), patrocínio da Caixa Econômica Federal e copatrocínio da Mega Sistemas Corporativos e Gerdau, além do apoio de mídia do Portal VGV e do VejaObra, o evento abriu as portas com uma mesa composta por Milton Bigucci – presidente da ACIGABC, Paulo Pinheiro – prefeito de São Caetano do Sul, Everaldo Coelho da Silva – superintendente regional da Caixa para o ABC, José Augusto Viana Neto – presidente do CRECI-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo), Rafael Arcanjo – gerente regional do segmento construção civil da Caixa para o ABC e Valter Moura – presidente da Acisbec (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo), o Construindo o Grande ABC deu início a um dia de muito conhecimento.

Pelas salas Piratininga, Itamarati e Paranapiacaba, passaram o presidente do CRECI-SP – que deu uma aula sobre práticas de corretagem de imóveis; Rafael Arcanjo – que comentou sobre o funcionamento do crédito e financiamento imobiliários; Fernando Cirino e Bruno Mello, da Gerdau – explicando técnicas de otimização de custos e materiais em obras; José da Silva Aguiar, superintendente técnico da ABECIP (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) – relatando as perspectivas para o crédito e financiamento imobiliários para o próximo ano; Wilson Lustosa de Pacheco Junior, da Mega Construção – que apresentou uma das palestras mais animadas, mesmo com temas complexos sobre processos de repasse; Eduardo Gama Schaeffer, diretor geral do ZAP Imóveis – que, além de ter uma das palestras mais esperadas e com recorde de público, deu um panorama do mercado imobiliário regional, com os valores de metro quadrado e apresentou estratégias para acelerar a venda de imóveis.

Para encerrar, Ana Maria Castelo – economista da FGV (Fundação Getúlio Vargas) que estava representando a presidência do Sinduscon-SP (Sindicato da Construção) – e Celso Petrucci – economista-chefe e diretor executivo de incorporação do SECOVI-SP (Sindicato da Habitação), deram um panorama sobre o principal tema do evento: a economia brasileira como definidor do futuro do mercado imobiliário. Ambos os economistas demonstraram otimismo quanto à possibilidade de retomada da economia brasileira para 2015 e explicaram o porquê do setor de construção civil ser tão importante para a o desenvolvimento do país. Segundo eles, ainda, o mercado imobiliário passa a melhorar a partir do segundo semestre do próximo ano, quando a economia começará a se equilibrar, após as definições de governança que tivemos com as eleições deste mês.

Bruno comenta que só “com o esforço de cada membro de nossa equipe foi possível conduzir este evento, desde seu planejamento, até a execução. Aqui, comprometimento, organização, pensamento estratégico e muita atenção, são nossas palavras de ordem. Mais do que uma festa, promovemos um encontro entre os empresários que movimentam a economia do setor imobiliário e com isto sentimos que promovemos a movimentação econômica do Brasil. Nossa missão é mais do que a de criar eventos e ações de marketing, mas a de ajudar no desenvolvimento de mercados, a partir de pequenos atos”.